Projeto ‘Aquaponia’ incrementa agricultura familiar em 30 municípios do MA

Uma técnica que alia criação de peixes com o cultivo de hortaliças em água será aplicada em 30 municípios maranhenses como forma de incentivo à agricultura familiar. É o Projeto ‘Aquaponia’, iniciativa do Governo do Estado realizada pela Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), em parceria com a Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Em sua primeira fase, vai contemplar 1500 familias por meio de investimentos do Governo do Estado da ordem de R$ 576 mil. Os municípios beneficiados fazem parte do Plano ‘Mais IDH’ – que tem como objetivo Promover a redução da extrema pobreza e das desigualdades sociais no meio urbano e rural, por meio de estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Nesses locais estão sendo colocados em prática ações que elevarão o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A implantação da iniciativa está integrada ao Programa ‘Minha Casa Meu Maranhão’, como forma de gerar renda às famílias beneficiadas com unidades habitacionais populares.

O primeiro município a receber o sistema é Amapá do Maranhão, nos povoados Nova Vida e Curtiçal. . O sistema cooperativo que integra o Plano de Ações Mais IDH como forma de incentivo à agricultura famíliar, bem como geração de trabalho e renda aos beneficiários.

Inicialmente a equipe técnica promoveu uma capacitação com as famílias explicando a importância, as vantagens, o funcionamento e a viabilidade do projeto. Ela pode ser implantada em pequenas áreas e não prejudica o agricultor em sua lavoura, por ser uma atividade realizada em grupos.

Para o Senhor João Vilar, vice-prefeito e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município, entidade parceira do projeto, esse incentivo é uma das ações do governo do estado desenvolvida em nosso município. “A mais importante foi a substituição de 100 casas de taipa por alvenaria e agora o projeto de aquaponia que vai impulsionar nossa agricultura e proporcionar melhoria na qualidade de vida das famílias e elevar o Índice de Desenvolvimento Humano na localidade”, ressaltou.

Para a secretária de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina, o projeto colabora, de forma efetiva, com o Plano ‘Mais IDH’, ao integrar políticas de habitação e geração de renda. “A construção de habitações rurais gera trabalho social, e o sistema de produção aguaponia fortalece o eixo de geração de renda. Assim, vamos contribuir com a elevação progressiva do IDH dos municípios com menor índice do estado”.

Aquaponia

O Projeto ‘Aquaponia’ irá disseminar entre agricultores familiares uma técnica de produção que integra a aquicultura (criação de peixes) e a hidroponia (cultivo de hortaliças na água). O sistema foi desenvolvido para produzir alimentos saudáveis sem desperdício dos recursos hídricos, gerando reaproveitamento de 70% da água utilizada.